fbpx
Omeprazol e Câncer de Estômago: Mito ou Verdade?

Omeprazol e Câncer de Estômago: Mito ou Verdade?

Em meados de 2017 diversos meios de comunicação divulgaram matérias associando o uso de Omeprazol ao Câncer de Estômago. Essas notícias levaram diversos pacientes a procurarem o consultório com questionamentos e em busca de suspender ou trocar a medicação. Mas afinal, o que existe de verdade na associação entre o Omeprazol e o Câncer de Estômago?

Um estudo de pesquisadores de Hong Kong acompanharam pessoas que haviam sido tratadas de infecção por H. pylori. Essa infecção bacteriana pode causar sintomas parecidos com refluxo e seu tratamento inclui drogas da classe dos IBPs (Omeprazol). Segundo os resultados da pesquisa, aqueles que tomaram IBPs por um longo tempo tiveram um risco maior de serem diagnosticados com câncer gástrico.

Com esse tipo de estudo é impossível saber se o Omeprazol foi realmente a causa do aumento do diagnóstico da doença. Por exemplo, é possível que uma pessoa que consuma muito álcool tenha que usar IBPs por mais tempo. Assim, o álcool pode ter sido a causa do câncer, e não o medicamento. É sempre bom lembrar que correlação não implica causa e efeito.

Entretanto, o estudo citado encontrou apenas uma correlação, não permitindo identificar se o omeprazol (ou similares) foi realmente a causa do aumento do diagnóstico da doença. Outros fatores não avaliados, como o uso excessivo de bebidas alcoólicas, obesidade e consumo de cigarros podem ser responsáveis tanto pelo uso prolongado desses remedios quanto pela maior incidência de câncer. Vale lembrar, que a taxa de câncer gástrico em Hong Kong é uma das mais elevadas do mundo, sendo maior que a do Brasil.

Omeprazol, pantoprazol e similares são parte de uma classe de drogas denominada inibidores de bomba de próton (IBPs). Esses medicamentos inibem a secreção de ácido pelo estômago permitindo o tratamento de doenças como úlceras, refluxo gastroesofágico e infecções pela bactéria H. Pylori. Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), “os IBPs revolucionaram o tratamento das doenças ácido dependentes, trazendo resultados excelentes para a cura e a qualidade de vida dos seus portadores”

Especialistas alertam para que se tome omeprazol apenas quando orientado pelo seu médico e que sejam feitos exames periódicos para acompanhamento. Caso seja receitado, pode tomar com tranquilidade, já que é um medicamento consagrado de uso de curto e médio prazo.como qualquer medicamento de uso crônico e prolongado, precisa ter o acompanhamento médico.

(Dr. Felipe Rossi CRM 142.064)

Deixe uma resposta

Copyright © 2018 Gastro Serv
Produzido por DnA – DESIGN ‘N’ ANIMATION

Este site segue os princípios da resolução do CFM 1974/2011 e do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida com propósito de educação e informação, não necessariamente são técnicas praticadas na Clínica. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem qualquer problema de saúde, contate seu médico ou profissional de saúde. Todas as informações e textos são produzidos pela equipe da Clínica. Fotos são meramente ilustrativas. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.
Fechar Menu